Não há dúvidas de que o marketing digital oferece uma enorme quantidade de boas oportunidades de novos negócios e de que isso se dá por meio da captação de leads. Então, para que seja possível mensurar e otimizar os resultados gerados pela sua estratégia de aquisição de novos clientes, é preciso acompanhar algumas métricas, dentre as quais, o custo por lead.

Por meio da análise do CPL (Custo por Lead), é possível entender se a sua estratégia de marketing digital está funcionando de acordo com o esperado e, até mesmo, melhorar o seu desempenho com otimizações baseadas em dados precisos sobre a performance das ações.

Para ajudar você a entender melhor o que é o custo por lead, preparamos este post. Nele, abordamos também como o CPL é calculado, sua diferença para outras métricas e como otimizar o seu investimento em marketing digital. Tenha uma ótima leitura!

O que é o custo por lead?

O custo por lead é uma métrica de marketing que permite aos profissionais da área identificar, de forma simples, quanto custa para a empresa cada um dos leads gerados por uma ação específica ou pelo investimento em marketing por período.

Sabendo o custo de cada lead, é possível entender se os investimentos realizados estão realmente valendo a pena e trazendo os retornos esperados.

Calculando o CPL por ação isolada é possível saber quais são as que dão mais resultados e, desse modo, remanejar os seus investimentos.

Como o CPL é calculado?

Para calcular o CPL, basta dividir o valor investido pela quantidade de leads gerados por ele. Como já foi mencionado, é possível fazer isso de modo mais amplo, ou seja, com base no investimento total em marketing digital ou, ainda, de modo mais restrito, ação por ação, para entender quais delas geram mais resultados.

Por exemplo, imagine que a publicação de um e-book que custou R$ 1.000,00, gerou, em um período de 30 dias, um total de 250 leads. Nesse caso, o custo por lead foi de R$ 4,00 nesse prazo.

Fale com um especialista donaficaPowered by Rock Convert

Porém, não se pode esquecer que, normalmente, o marketing digital envolve conteúdo evergreen, que continuará gerando resultados por anos. Portanto, se esse cálculo for refeito daqui a 30 dias, esse custo poderá ter diminuído consideravelmente.

Por outro lado, vamos supor que a publicação desse mesmo e-book faça parte de uma campanha maior, com um investimento de R$ 10.000,00 em seis meses, tendo gerado um total de 2000 leads.

Nesse caso, o custo por lead foi de R$ 5,00, ou seja, alguma outra ação na mesma campanha teve uma performance inferior à do e-book. Para chegar a conclusões como essas, é interessante que se calcule o CPL por ação desenvolvida.

Quais as diferenças entre o CPL e outras métricas?

Existem diversas outras métricas no marketing digital. Por exemplo, o CPC (Custo Por Clique) e o CAC (Custo por Aquisição de Clientes).

No caso do CPC, não está envolvida necessariamente a aquisição de um lead, e sim quanto custa o clique que levará um visitante ao site, visitante este que poderá ou não se tornar um lead.

Já no caso do CAC estamos falando de um lead já convertido em cliente, que já fechou um negócio com a empresa. Ou seja, nesse custo estão incluídos o CPC e o CPL. O custo por lead é uma métrica intermediária entre as duas que acabamos de citar.

Como você pôde ver ao longo deste post, calcular o custo por lead torna possível determinar quais ações dão mais ou menos resultados e, desse modo, otimizar os investimentos da sua empresa em marketing digital, fazendo com que os seus custos fiquem cada vez mais baixos.

E agora que você já sabe como calcular o seu custo por lead, siga-nos no Facebook, LinkedIn, Twitter e Instagram e fique por dentro de muito mais conteúdos como este!