Uma boa experiência do usuário é fator fundamental para o sucesso de um site, a velocidade dele é o primeiro ponto a ser observado para oferecê-la aos visitantes. Além de estimular a permanência na página, ela garante um bom posicionamento nos mecanismos de busca, algo essencial para o seu marketing.

Há mais de um ano, o Google anunciou oficialmente que a velocidade do site passou a ser critério de classificação de um endereço na SERP (Search Engine Results Page), portanto, otimizar o site para que o carregamento dele ocorra rapidamente é parte da estratégia de SEO (Search Engine Optimization).

A indexação nos mecanismos de busca e permanência do visitante na página são motivos mais que suficientes para você começar a pensar em aumentar a sua velocidade, não é mesmo? Por isso, listamos algumas dicas de ações indispensáveis para tornar essa tarefa bem simples. Então, continue a leitura e garanta o sucesso do seu site!

1. Faça testes de velocidade do site

A primeira coisa necessária para aumentar a velocidade do carregamento de um site é o diagnóstico do que precisa ser otimizado, para isso existem diversas ferramentas de teste, entre elas o PageSpeed Insights do próprio Google.

Ela dá uma nota para a velocidade do site que permite saber o quão longe ou perto você está do ideal. Além disso, o diferencial dessa ferramenta de teste é que ela aponta exatamente quais medidas devem ser tomadas para melhorar a velocidade do site testado. O que permitirá saber por onde começar.

2. Retire recursos desnecessários

Pop-ups, barrinhas disso ou daquilo, scripts, add-ons e plugins podem deixar de ser benéficos para o seu site e se transformarem em verdadeiros vilões que prejudicam a velocidade de carregamento dele. Por isso, verifique o que realmente é útil e está sendo utilizado e elimine o resto.

3. Revise o código

O código fonte do site é uma parte que mesmo não estando visível ao visitante é totalmente processada pelo servidor. Portanto, um código sujo, com muitos espaços e diversos arquivos de estilos, por exemplo, certamente será motivo para o seu site ficar mais lento.

Fale com um especialista donaficaPowered by Rock Convert

4. Otimize as imagens

Primar pela qualidade das imagens no seu site é fundamental, porém quanto menores e mais leves elas forem, mais rápido será o carregamento da página onde está sendo exibida. Por isso, utilize editores de imagens ou ferramentas em nuvem como o Optimole para mantê-las sempre otimizadas.

5. Evite a sobrecarga de publicidade

Quando se lida com a produção de conteúdo, muitas vezes, a publicidade é o meio de monetizar o seu trabalho, tornando-o viável financeiramente. Porém, conteúdo sem visitantes não gera resultados, então, de nada adianta enchê-lo de publicidade se ninguém permanecerá no site para clicar nela.

Procure fazê-la por meio de links contextuais dentro do próprio texto, ou insira somente uma ou duas por página em locais bem estratégicos.

6. Escolha um bom servidor de hospedagem

O desempenho do seu servidor de hospedagem afeta diretamente a velocidade do site, por isso, pode ocorrer de, mesmo depois de você ter otimizado tudo que já foi citado, ele ainda demorar para carregar.

Nesse caso, o problema pode estar no seu servidor. Por essa razão, tome muito cuidado com a escolha do serviço de hospedagem que contratará e dê prioridade aos de melhor qualidade, como o da Amazon, mesmo que isso signifique pagar um pouco mais.

Você viu o quanto a velocidade do site é importante e como é possível otimizá-la com alguns cuidados e ações, relativamente, simples. Portanto, não há mais desculpa para continuar perdendo oportunidades de ranqueamento dos seus bons conteúdos e, pior ainda, visitantes do site. Certo?

E agora que você já sabe como otimizar a velocidade do site e, assim, atrair e manter mais visitantes nele, é hora de você entender o que é uma landing page e para que serve essa página. Então, continue por aqui e ganhe mais esse conhecimento!